MULHER MAGRA COM A CALÇA FOLGADA

METABOLISMO LENTO: ACELERE E EMAGREÇA MAIS RÁPIDO!

Você tem o metabolismo lento e por isso tem dificuldades para emagrecer? A luta para acelerar o metabolismo é algo que está no topo das batalhas para mulheres e homens que querem emagrecer ou buscam a solução de como ter a barriga chapada.

O problema é que muitas vezes a busca pelo emagrecimento de maneira errada, com dietas da moda, pode fazer com que seu metabolismo fique mais lento, dificultar ainda mais seu processo e te impedir de emagrecer e melhorar sua saúde.

Mesmo tão comum o termo metabolismo e tão associado ao processo de perda de peso, a maioria quer saber como acelerar o metabolismo.  A verdade é que pouca gente sabe, qual a real importância do metabolismo no processo de emagrecimento.

Por isso, muitos equívocos acontecem e diversas estratégias que parecem funcionar para acelerar o metabolismo não passam de engano e algumas têm o efeito inverso, gerando prejuízos que em alguns casos podem ecoar por anos.

A verdade é que mexer no metabolismo é coisa séria e é preciso ter a estratégia certa. O seu metabolismo serve para algo muito além do que simplesmente acumular gordura ou aqueles pneuzinhos.

Entenda o que é o metabolismo…

O metabolismo ou Taxa Metabólica Basal (TMB) é um sistema complexo. Mas é, basicamente, o quanto você gasta em calorias para manter suas funções vitais diárias, como: batimentos cardíacos, recuperação muscular, respiração …

Como calcular sua Taxa Metabólica Basal:

Existem algumas maneiras de saber como anda o seu metabolismo. A forma padrão ouro utilizada, inclusive em pesquisas científicas, é através da calorimetria indireta que é um exame não invasivo  que tem duração de aproximadamente 20 minutos.

Para fazer o teste de calorimetria indireta é preciso evitar atividade física e o consumo de alimentos que podem estimular alguma alteração de estímulo elevando o metabolismo.

Contudo, por conta de custos, muitas pessoas não têm acesso a esse teste com tanta facilidade. Então, eu vou te ensinar agora um cálculo muito famoso e validado cientificamente para predição de taxa metabólica basal.

Estou falando de um cálculo que leva em consideração o seu peso, idade, altura e sexo. Este cálculo tem validação científica, porém a sua precisão não é a mesma da calorimetria indireta. Vamos entender como calcular sua TMB, com essa fórmula.

Cálculo para mulheres:

TMB = 665 + (9,6 x Peso) + 1,8 x Altura em cm) – (4,7 x Idade)

Vamos supor que você seja uma mulher de 30 anos com 1,65 de altura e pese 65 kg. Seu cálculo ficaria da seguinte forma: 665+ 451,2+277,2 – 150,4

TMB = 665 + (9,6 x 65) + (1,8 x 165) – (4,7 x 30)

TMB = 665 + 624 + 297 – 141

TMB = 1.445 kcal

Então você tem um gasto calórico basal de aproximadamente 1.445 kcal por dia.

Trocando em miúdos você precisa ingerir pelo menos 1.445 kcal por dia para manter seu corpo funcionando com tranquilidade. Com isso, você já pode começar a entender porque algumas dietas da moda não funcionam tão bem para todo mundo.

Dietas da moda deixa o metabolismo lento.

Como eu disse, o gênero é um dos dados que deve ser levado em consideração para o cálculo de taxa metabólica basal. Então, vou fazer o cálculo de um homem de 30 anos, com 1,72 de altura, pesando 72kg.

Cálculo para homens:

TMB = 66 + ( 13,7 x Peso ) + ( 5,0 x Altura em cm) – ( 6,8 x Idade)

TMB = 66 + ( 13,7 x 72 ) + ( 5,0 x 171) – ( 6,8 x 30)

TMB = 66 + 986,4 + 855 – 204

TMB = 1.703,4 kcal

Da mesma forma, este homem tem um gasto calórico basal de aproximadamente 1.703,4 Kcal

O que o metabolismo lento tem a ver com emagrecimento?

A verdade é que tem tudo a ver! Todo o processo de manutenção, ganho e perda de peso tem relação com o nosso balanço energético. Isso também precisa ser calculado, mas é muito simples! Basta subtrair o seu gasto energético diário pelo seu consumo.

Se o saldo for positivo, significa que você consumiu mais calorias do que gastou, cenário propício para um ganho de peso, porque seu corpo está nesse caso armazenando mais energia e, geralmente, o nosso corpo armazena essa energia extra em forma de gordura.

Porém, se esse saldo der negativo, significa que você está gastando mais calorias do que consumindo. Nesse caso, chamamos de déficit calórico e esse déficit é de fundamental importância para que o emagrecimento ocorra.   

Então, se o seu objetivo é emagrecer, você precisa provocar esse déficit calórico diário. Vamos utilizar o nosso exemplo anterior para entender melhor como funciona esse processo, tanto para quem quer aumentar o peso quanto para quem quer diminuir.

Uma mulher que tem 30 anos, que quer emagrecer, com uma taxa metabólica basal de 1.445kcal, pratica corrida moderada todos os dias, gasta aproximadamente 285Kcal na corrida. O cálculo dela ficaria assim:

Gasto calórico diário: 1.445 + 285 = 1.730

Mulher correndo.

Pensando que ela quer emagrecer, o plano alimentar e o programa de treino dela precisam proporcionar esse déficit, ou seja, precisa consumir menos calorias do que gasta. Porém, não pode comprometer as funções vitais dela.  Vamos supor que ela ingira 1.300 Kcal.

Então ficará:

Balanço energético: 1300 – 1730 = – 430

Ótimo! Conseguimos provocar um gasto calórico maior do que a sua ingesta calórica. Olha, estou te dando aqui um exemplo e fazendo ao máximo para simplificar essa informação para você. Porém, o processo de emagrecimento é bem complexo e as estratégias para emagrecer se forem feitas erradas, podem te prejudicar, tornando seu metabolismo mais lento.

Por isso, eu sempre digo que essas informações jamais substituirão o acompanhamento de um profissional capacitado.

Agora se pensarmos em um homem com 30 anos também, com taxa metabólica basal de 1.703,4 Kcal que quer aumentar o peso, como deve ser feito com ele? Ele precisa que o saldo final de calorias dele dê positivo, correto? Isso mesmo!

Ah! Vamos supor que ele faça musculação todos os dias em alta intensidade, com um gasto de aproximadamente 200 kcal.

Gasto calórico diário = 1.703,4 + 200 = 1.903,4

Se o objetivo dele é aumentar o peso, o balanço energético dele precisa ser maior do que o gasto. Sendo assim, vamos supor que a nutricionista dele prescreveu um consumo calórico de 2.200 kcal.

Balanço Energético: 2.200 – 1.903,4 = + 296,6 Kcal

Maravilha! Agora que você já sabe como funciona todo esse processo de ganho e perda de peso eu quero te fazer uma pergunta. Se a pessoa quiser manter o peso, o que deve ser feito?

Se você respondeu que precisa apenas balancear a ingesta calórica com o gasto calórico, você acertou! Mas, cuidado! Algumas técnicas precisam ser aplicadas para que seu metabolismo não fique lento e você continue queimando gordura!

Casal treinando.

Qual a causa do metabolismo lento?

Diversas coisas podem influenciar no seu metabolismo, desde estilo de vida até o que e como você come. Além disso, fatores como: genética, idade, sexo, disfunções hormonais, vida sedentária, má alimentação e outros também podem influenciar no metabolismo.

Uma das coisas que têm mais me chamado a atenção e tem deixado muita gente saudável com metabolismo lento é a má organização e falta de sintonia entre o treino e a alimentação. Lembra que quando disse que uma estratégia de emagrecimento pode ser um tiro pela culatra e deixar seu metabolismo lento? Vou explicar!

Pessoas inexperientes correm o risco de tentar fazer esse déficit calórico sem nenhum conhecimento técnico e fazer o que chamamos de compensação metabólica, que é basicamente assim que funciona:

Com intuito de provocar o déficit calórico, você restringe a alimentação e consome menos calorias do que seu corpo precisa para realizar as funções vitais. Com toda inteligência que tem seu corpo o que ele faz? Ele diminui a sua necessidade calórica.

Então vamos supor que sua taxa metabólica basal seja de 1500 kcal e você restringe sua alimentação a ponto de ingerir apenas 800 Kcal. Sendo assim, você teve um déficit calórico de – 700 kcal. Ou seja, seu corpo está tendo que dar conta de trabalhar com menos energia do que precisa. Sabe o que ele vai fazer?

Seu corpo vai descontar!

Nada disso! Ele não desconta não! Na verdade, ele te protege! Se ele percebe que está trabalhando com uma capacidade elevada, ele diminui o ritmo dele, ocasionando assim o tão temido metabolismo lento!

Por isso, muitas pessoas saudáveis sofrem com metabolismo lento! Isso não acontece porque seu corpo é mal e não quer que você emagreça, isso acontece para ele te proteger. 

Inclusive, essa é uma das causas do porquê dietas altamente restritivas funcionam a curto prazo e porquê as pessoas que participam desse processo tendem a ganhar todo o peso perdido depois de algum tempo.

E agora, o que fazer com o metabolismo lento?

Calma! Nem tudo está perdido! Depois dessas informações todas e os cuidados que devem ser tomados nesse processo para não ter o efeito contrário, você deve querer saber: “E se meu metabolismo ficar lento tem como resolver?!”

A verdade é que existe uma forma de ajustar esse problema sim! A questão é que isso demanda algum tempo e nem sempre, as pessoas têm paciência para esse processo.

Lembra quando eu disse que o programa de treino e a alimentação precisam estar bem ajustados para que os resultados sejam satisfatórios?

Pois é, existem programas de treino específicos que auxiliam o seu metabolismo a acelerar ainda mais. Não irei entrar em detalhes como funciona todo o processo e quais métodos porque, precisaremos fazer um POST, apenas para explicar este assunto!

Mas, os programas de treino que têm mostrado excelentes resultados para acelerar o metabolismo são os treinos de alta intensidade. Não tem uma modalidade específica em relação a isso, pode ser feito tanto com a musculação quanto com um treinamento cardiovascular.

Mulheres treinando para acelerar o metabolismo.

Esse tipo de treino tem uma característica peculiar! Eles têm uma intensidade elevada e são mais rápidos. Existe um outro detalhe a respeito destes treinos que deixa muita gente confusa que é em relação ao gasto calórico.

Diferente de treinos longos e com baixa intensidade (caminhada, corrida leve, pedalada leve…) esse sistema de treino geram um gasto calórico menor e isso confunde as pessoas, pensando então, que não foi bom para o emagrecimento.

A questão é que a atuação dele no processo de emagrecimento acontece de forma diferente. Ele tem uma influência enorme em seu metabolismo depois do treino, podendo manter ele acelerado durante horas após o treino.

Então, não se deixe enganar! Treinos rápidos e intensos podem ser melhores do que treinos longos com alto gasto calórico.

Ah! Tem um vídeo que eu explico, com mais detalhes, como acelerar o metabolismo. Confira aqui!

Conclusão

Seu metabolismo é a sua taxa metabólica basal. Um metabolismo lento pode ser influenciado, por fatores genéticos, estilo de vida, disfunções hormonais e outros fatores.

Quem quer emagrecer precisa gerar um déficit calórico através da prática de exercício e controle alimentar. Porém quando feito errado, pode  ter o efeito contrário, deixando o metabolismo mais lento, o que dificultará no emagrecimento.

Como estratégia para acelerar o metabolismo, o que tem sido indicado pelos estudos científicos é que se faça treinamento intenso de curta duração e não se deve apegar ao gasto calórico promovido pelo treino! O gasto pós treino para suprir as demandas metabólicas é mais importante.

Não tente emagrecer utilizando receitas prontas que você encontra na internet, procure algo feito especificamente pra você que gere resultados reais e consiga deixar seu metabolismo acelerado, promovendo um emagrecimento saudável.

Responde aqui nos comentários se alguma vez você já teve a sensação de seu metabolismo estar lento? É normal, acontece! Muita gente tem essa sensação!

Também, não deixe de compartilhar essa informação com mais pessoas que querem emagrecer! Com essa simples atitude você pode me ajudar a tornar o mundo um local com menos obesidade. Eu estou fazendo minha parte, faça a sua e compartilhe!

Baixe grátis o meu manual com os 9 exercícios mais eficientes da academia!

Um grande abraço e energiaaaaa!

Leave a Reply

Your email address will not be published.Email address is required.